07 dezembro 2010

É TÃO BOM VER COMO ELES REPARTEM OS SACRIFÍCIOS



Na semana passada, a Câmara Municipal de Loures anunciou às associações e colectividades do Concelho de Loures que na senda do momento de austeridade, em 2011 o apoio regular a estas entidades iria sofrer um corte de100%! Isto é, passará a ser 0 (zero). Isto, depois de uma semanas antes ter anunciado a essas mesmas associações que a cedência de transporte municipal para as suas actividades também iria sofrer reduções até 60%.
O esforço financeiro do município no apoio a mais de 200 colectividades e associações de Loures, que envolvem centenas de dirigentes voluntários e milhares de utentes em actividades regulares no âmbito do desporto, lazer, cultura e recreação, cifrou-se em 400 mil euros no ano passado.
Estes anúncios foram embrulhados no lustroso papel da crise internacional, nacional e local. Que os tempos não davam ao município qualquer margem de manobra. Custava muito, mas tinha de ser. Que o bom político, é aquele que nos momentos difíceis não ilude a realidade e dá as más, mas necessárias e inevitáveis, notícias de peito aberto.
Hoje, passando os olhos sobre as últimas deliberações municipais percebi que este município, que vive tempos de “brutal” austeridade, vendo-se na contingência de cortar este tipo de apoios, decidiu alugar, no passado dia 2, 34 novas viaturas, sendo que 8 são de alta cilindrada, pelo valor final com IVA de822 800€ (oitocentos e vinte e dois mil euros)
Estas viaturas ficarão afectas ao Presidente da Câmara, Vereadores e assessores.

10 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Como alugueres de longa duração que devem ser, é normal que no fim de um certo periodo acordado anteriormente, tenham que entregar as viaturas que tinham e efectuar a aquisição de outras.
Querias então que andassem a pé?
Podiam ser adquirtdas outras viaturas mais baratinhas? E o prestigio da função?
Isto passa-se com as empresas privadas.
Os carrões que por aí se vêm são de leasings ou alugueres das empresas e não dos condutores.
Os condutores já são uns tesos.

10:17 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

palavras para quê?? os Administradores das Empresas Municipais é só Mordomias e despesismo (com qualidade muito duvidosa), os vereadores (com pelouros) é só assessores, enfim dá para tudo!!!!!!!!! Cortam nas despesas agora mas esquecem-se que em Ano de eleições, em plena Campanha eleitoral, o Presidente da Câmara inaugurou ou reinaugurou mais obras que dias disponíveis para Campanha e nessa altura não vi criticas neste blogue, quando o Sr. Presidente andou com a Direcção da AMP ao colo (não é por acaso que alguns dos seus dirigentes foram candidatos em listas do PS) a promover-se na Portela e a prometer apoios à AMP e que estaria ao lado da Dra. Carla, Presidente da AMP para a apoiar em todos os seus projectos quaisquer que eles fossem…………………..enfim, temos as obras paradas, ausência de apoios significativos às colectividades e já agora, onde para o METRO prometido de forma bombástica ????? Temos que deixar de ser “anjinhos ”

5:53 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Este anonimo deve estar muito por dentro da coisa. Deve estar feito, ou pertencer à seita.
Isto cheira a encomenda. Esperamos que não seja da trilogia dos TESTOS.
Mas então foi o presidente que andou com a Associação dos Moradores ao colo ou ao contrario?
A Associação andou com a Junta ao colo quando foi criada e hoje aplica-se a fabula do cachorrinho.
A Associação ensinou a Junta a ladrar e quando deu por ela já a Junta lhe andava a morder as canelas.
Veja-se a delacção de fazerem queixinhas por causa dos "barracos" da Associação. Vergonhoso o que se passou que daria para fazer corar.Depois a Vergonha de quererem mandar cortar a agua para os campos, de um furo que foi feito em terreno da Associação ainda antes do Protocolo das Piscinas. Furo feito para regar o Jardim da Associação e o Jardim Autarquico que se estava a construir.
Agora vem este grupo de achadiços da Junta meter o bico em assuntos que nunca lideraram.
So é de admirar como a Associação não cortou a agua do furo e fechou o acesso à casa das maquinas.
Acabava logo o mal pela raiz.
Agora é tambem a vergonha de não limparem e recolherem o lixo acumulado das podas de arvores e arbustos, acumulados na zona de maior passagem da Portela, no acesso às Piscinas a quem vem do Parque de Estacionamento.
É ir ver o que se passa por la.
E essa do Metro tambem gostava. Da Sede da Junta de Freguesia
e do TGV tambem, da 3ª travessia tambem e da Ota tambem.

11:22 da tarde  
Anonymous JFE disse...

Dizia-se mais acima "(...) Isto passa-se com as empresas privadas.(...)".
A diferença... uma empresa privada gere o seu dinheiro, bem ou mal,da forma que entender e ninguém tem nada a ver com isso... as Câmaras vivem dos meus / nossos Impostos...

8:08 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Alguma vez a AMP pagou a electricidade da Bomba para retirar a água do Furo? Alguma vez a AMP teve jardins para regar? A AMP não tinha um depósito de água para alimentar as suas necessidades? Quando foi feito o Jardim Almeida Garret, não ficou a ser regado pela água do Furo? Alguma vez a AMP pagou a manutenção da Bomba e de outros equipamentos relacionados com o furo? Um campo de futebol "privado" ser beneficiado em prejuizo do Jardim, não me parece correcto!
Parece-me sim que a Direcção da AMP e o Executivo da J F Portela deveria acabar com estas guerras de protagonismo em beneficio da resolução das necessidades dos habitantes desta freguesia!!!!

9:27 da manhã  
Blogger Fernando Torres disse...

Coitados dos ANÓNIMOS...

12:46 da tarde  
Blogger J Eduardo Brissos disse...

Perguntam os comentadores o que se passa com o Metro para a Portela. Como pode ver aqui deve ter sido apenas mais uma promessa eleitoral:

A Essência da Pólvora: Promessas PS duma tarde de Verão Sobre as alegadas extensões do Metro a Loures e Infantado, e à Portela e Sacavém.

Como no futuro próximo parece estar fora de questão, talvez o melhor é pensar como aproveitar termos a linha Vermelha a passar aqui próximo:

A Essência da Pólvora: Já que o Metro não vem à Portela... Qual a melhor maneira de ligar a Portela ao Metro?

Que pelo que dizem a extensão ao aeroporto estará concluída no final de 2011:

A Essência da Pólvora: Metro e interface rodoviário em Moscavide Melhorar a mobilidade na parte oriental do concelho de Loures.

6:38 da tarde  
Anonymous JOAQUIM MANUEL ANTUNES disse...

O Anónimo das 5:53 PM é a Drª Manuela Dias. Identifica-te Manela, não sejas cobarde. Mostra com coragem o ÒDIO que tens a uma instituição que nunca te fêz mal nenhum. Uma instituição que TANTO fêz e faz pela Portela. Ou achas que os Campos de Futebol são para os Dirigentes? E as obras da Universidade Sénior com mais de 200 Portelenses inscritos? E o ATL com 50 Jovens? Pena teres tanto ÒDIO. Mais valia ajudares em vez de estares a fazer queixinhas para a Câmara. Não sejas invejosa!!!

11:37 da manhã  
Anonymous ACFS disse...

Realmente quando se fala em dinheiros e quem paga, é sempre uma chatice.
O furo que existe na Portela e que estava contemplado para regar os Jardins da Portela, encontra-se em frente aos Bombeiros, devidamente selado e que se encontra protegido por uma casota.
Foi feito pelo Urbanizador Manuel da Mota e entregue à Câmara aquando da entrega da Urbanização.
Toda o equipamento, de tubarias e bombas foram entregues em Loures e estiveram durante anos em parque nos Serv.Munic. de Loures.
O furo que se encontra dentro do terreno da Associação foi previsto (com estudo feito por geologos portelenses) que voluntariamente o tinham feito, para abastecimento das Piscinas e dos Jardins da Associação.
Ainda não havia Jardim Autarquico e havia no local a celebre Escola Azul.
O furo foi feito e aguardou-se oportunidade de ligação durante bastante tempo. O furo estava selado e esperava-se pelos equipamentos electricos para a bombagem e pressurização da agua.
É numa fase dessas que a Câmara arranca com o projecto do Jardim Autarquico, incluindo nesse projecto o furo que ja existia na Associação.
O acordo entre a Associação e os serviços da Câmara levavam a que se fizessem dois ramais de abastecimentos de agua.
Um que atravessaria o "Caminho da Associação" para o lado do novo parque e outro que ligaria ao "piano de valvulas" do sistema de rega e ao tanque que ja existia no Jardim da Associação.
Com a pressa da inauguração do Jardim e como o cumprimento do projecto do jardim não contemplava a ligação do ramal da Associação ao tanque, esta ligação ficou para mais tarde.
Esse mais tarde, estava sempre à espera de um projecto de requalificação das areas da Associação que efectivamente e so parcialmente foi executado junto aos Campos de Tenis apos a inauguração das Piscinas.
Tambem a requalificação do Polidesportivo, com uma ocupação de uma area tripla da anterior,levou ao levantamento do sistema de rega que la existia e à necessidade de " borrifar " a relva sintectica no verão.
O resto do ajardinamento, aguarda a execução de um projecto para as zonas envolventes do Polidesportivo, do Jardim Infantil, da Esplanada e da encosta adjacente do lado do Centro Comercial.
Por isso parece descabido afirmar-se que a AMPortela teria de pagar valores de electricidade e de manutenção do furo e dos equipamentos, quando nunca tinha usufruido da agua de lá retirada.
Desde a execução do furo ate à inauguração do novo campo nunca foi consumida qualquer agua.
Tambem a Associação nunca debitou a ocupação do espaço onde se encontra o furo e a casa das maquinas, quer à Câmara quer à Junta. Tambem nunca negou a serventia de acesso aos equipamentos ,nem mesmo a guarda de ferramentas de jardinagem na respectiva casota.
Por isso que haja efectivamente o bom senso entre gente que é responsavel por servir e prestar bons serviços à população da Portela.
Uns são pagos para isso, outros são voluntarios tambem para o fazer.

4:40 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Fartei-me de rir com estes comentarios.
Então é a presidente da Junta o anonimo das 5:53 PM. Não pode ser.
nem seria capaz de ser a mandante para tal comentario.
Então atira-se à Câmara por o Metro não vir já para a Portela?
Que meta já mãos à obra.
Com os trocos que tem na Junta fazia ja uma ciclovia para a estação de Moscavide e para a estação da Encarnação ou arranjava um Rodinhas para ligar a essas estações.
Isso é que era obra.
Se o conseguisse era uma heroina e teria o apoio de toda a população da Portela, mesmo dos que não gostam dela.
Como ainda falta um ano, é de meter já mãos à obra.
Se não o fizer, é mais uma pagadora de promessas.

4:52 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial