31 outubro 2013

Já em marcha um " Movimento pela Freguesia de Moscavide"

Como era previsivel nesta União de Freguesias como em tantas outras neste País os "derrotados" iriam aparecer em força, argumentando aquilo que não argumentaram antes das eleições. Tambem há vencedores que não querem andar com alguns brincos de latão pendurados nas orelhas. Vai ser uma luta divertida.
 Moscavide não foi excepção com a derrota do PS e do seu anterior presidente.

Parece que ninguem está interessado em ninguem. Vale a pena ir acompanhando o evoluir deste Movimento, que tem já como dinamizadores elementos ligados ao PS e derrotados nas eleições autarquicas para a Freguesia e para a Câmara.
Aqui fica o link deste movimento no FB   Movimento pela Freguesia de Moscavide

https://www.facebook.com/movimentofreguesiamoscavide

Etiquetas:

18 Comentários:

Anonymous MFM disse...

Tudo faremos para defender os interesses dos Moscavidenses com esta agregação de Freguesias.
Tudo faremos para que Moscavide volte a ser Freguesia.
85 anos de história.

10:43 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Eu vejo elementos ligados a todas as forças politicas. É normal que veja mais do PS, eles em Moscavide também são mais.

6:20 da tarde  
Anonymous De Paulo Basilio disse...

Sr(s) / Sra(s) Movimento pela Freguesia de Moscavide o interesse por este movimento é o seu objectivo e como o prentende(m) alcançar. Mas como em tudo na vida, e por uma questão de transparência é importante saber quem o lidera e quem o compõe,
Pelos vistos existem razões para em vez de informar, preferir(em) responder com questões tornando esta assunto um tabú.
Este movimento tem a data de inicio no dia 1 de Janeiro de 2013. Ao fim de 10 meses já deveria(m) ter ultrapassado questões de timidez social.
Se é do seu/vosso interesse não divulgar essa informação, é uma decisão vossa/sua.

7:22 da tarde  
Anonymous MFM disse...

NOTA PÚBLICA DO MFM - N.º1 2013

O arranque desta nova realidade administrativa ficou marcado negativamente pela realização da Assembleia de Freguesia para a instalação dos novos órgãos autárquicos, ter sido realizada no auditório do Centro Social e Paroquial da Igreja de Cristo-Rei da Portela. Quando existia equipamentos autárquicos em Moscavide com melhores condições para a realização da mesma, como é o caso do Centro Cultural de Moscavide (Antigo Cine-Moscavide).

O Movimento pela Freguesia de Moscavide

7:24 da tarde  
Anonymous MFM disse...

NOTA PÚBLICA DO MFM - N.º1 2013

O arranque desta nova realidade administrativa ficou marcado negativamente pela realização da Assembleia de Freguesia para a instalação dos novos órgãos autárquicos, ter sido realizada no auditório do Centro Social e Paroquial da Igreja de Cristo-Rei da Portela. Quando existia equipamentos autárquicos em Moscavide com melhores condições para a realização da mesma, como é o caso do Centro Cultural de Moscavide (Antigo Cine-Moscavide).

O Movimento pela Freguesia de Moscavide

7:24 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Por acaso na Portela tambem havia um Movimento de Opinião que não queria a união com Moscavide. A Portela não tinha nada a ganhar com essa união. Pelo contrario.
Tratem la disso, que aqui trataremos de unir as 7 quintas da Portela para que a freguesia não seja so a Portela do urbanizador Manuel da Mota, mas seja a Portela do grande projecto de H.Groher dos anos 50 limitada pelas 3 grandes vias que já são hoje existentes.

8:25 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

E agora qual é a posição do PS da Portela e dos elementos que integram a Assembleia de Freguesia? Tambem quererão uma Portela e um Moscavide independentes? Meteram-se ca num 31.

8:36 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Este Movimento é só para iludir os moscavidenses. Aparece so para obstaculizar a gestão PSD na nova freguesia e esconder a incapacidade da gestão de Daniel Lima e os seus PSs nestes ultimos 12 anos.
Ha que desviar a atenção pois deverão haver receios de serem feitas auditorias às contas e ao patrimonio essencialmente nas suas más aplicações?
Veja-se por onde andam os 2 antigos vereadores ca da zona. Grandes apoiantes e os principais deste Movimento.

8:48 da tarde  
Anonymous Ana Bela Couteiro disse...

E qual é o programa de luta deste movimento?

1:51 da tarde  
Anonymous Do Imparcial disse...

Que desculpa mais esfarrapada para a criação deste Movimento.
Porque não apareceu antes do dia 29 de Setembro de 2013?
Talvez pensassem que a vitória do Partido Socialista era um dado adquirido e as "famílias", que todos conhecemos, continuassem no "quero, posso e mando ".
Por amor de Deus, deixem-se de brincadeiras - não tenham mau perder - e assumam as responsabilidades, respeitando os
eleitores( que votaram em Moscavide/Jardins de Cristo Rei e Portela) e os vencedores da nova União de Freguesias de Moscavide e Portela.

2:31 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Este movimento parece um daqueles balões que se vão esvaziando aos poucos.Ja deu o que tinha a dar. Os da lembrança deste movimento andaram aos tiros com polvora seca e portaram-se como o gato de rabo de fora. Estavam mal habituados, mas terão que se aguentar à bronca durante 4 anos.

11:41 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Este movimento aparece porque o lima perdeu as eleições ou porque querem a separação das Freguesias?
Também se deveria criar o MFP - Movimento pela Freguesia da Portela, para conjuntamente com o MFM, lutarem pelas respectivas autonomias autarquicas.

6:25 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Isto é coisa dos Limas. Mas o fracasso é tal que ja ninguem lhes liga e este Movimento vai ser um tiro de polvora seca. Dentro de 2 meses Moscavide e Loures ja não se lembrarão deles.

10:03 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Mas que azia....é proprio destas familias politicas.

12:14 da manhã  
Anonymous NOTA PÚBLICA DO MFM - N.º7 2013 disse...

NOTA PÚBLICA DO MFM - N.º7 2013

Este novo executivo tem vindo a provar em poucas semanas que não respeita a Vila de Moscavide, a sua população e as forças vivas da mesma.

O MFM na Nota Pública N.º3 2013 denunciou os ataques injuriosos efectuados pela nova Presidente da Junta de Freguesia, no passado dia 15 de Outubro, a uma Associação da Vila de Moscavide. Poucos dias depois, a Sra. Presidente da Junta chamou individualmente ao seu gabinete 4 trabalhadores da Freguesia de Moscavide que fazem parte dos órgãos sociais dessa Associação da Vila, para lhes intimidar e pressionar a sair dos respectivos órgãos que ocupam na Associação.

A argumentação usada pela Sra. Presidente foi que era incompatível ser trabalhador da Junta de Freguesia e ao mesmo tempo fazer parte dos órgãos sociais da Associação da Vila. Argumentação essa que não passa de uma mentira que a Sra. Presidente usou para tentar que os mesmos se demitissem. Caso assim não seja, a Sra. Presidente demonstra um total desconhecimento nesta matéria. Mas como acreditamos que não seja desconhecimento da Sra. Presidente, até porque existe um elemento do actual executivo da Junta que faz parte dos órgãos sociais de uma Associação da Vila, como também o próprio Presidente da Assembleia de Freguesia, fica então provado mais uma vez que o actual executivo da Junta de Freguesia descrimina a Vila de Moscavide e que para além disso tem atitudes maliciosas para com os Moscavidenses.

É também importante informar que o MFM solicitou, por descargo de consciência, a um jurista de direito administrativo, esclarecimentos sobre a matéria de incompatibilidades.

MOSCAVIDE EXISTE!

11:10 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Isto deve ser azia da familia LIMA. Como será natural este tipo de conversa fiada, acaba mais dia menos dia quando o partido colocar bem a familia Lima. Depois ja não quererão saber de Moscavide para nada.
Argumentação assaloiada, sabendo-se que se o PS tivesse ganho, a sede se
ria em Moscavide e que o patrimonio seria recolhido, inventariado, classificado e redistribuido para bem da Freguesia. Muito preocupados com as reuniões, pois é, convinha fazer a estatistica dos ultimos anos e ver quais as presenças de publico quer em Moscavide quer na Portela. Argumento que não colhe. O publico infelizmente não participa. Houvesse grandes participações, haveria toda a logica de se transportar toda a documentação e colocar os meios disponiveis nas duas localidades agregadas da Freguesia.
É evidente que a azia faz mal ao estomago, mas a uns mais do que a outros.

11:18 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

NOTA PÚBLICA DO MFM - N.º8 2013

A Junta de Freguesia de Moscavide durante décadas disponibilizou aos Moscavidenses um serviço de apoio jurídico, no qual o atendimento era efectuado nas instalações da Junta de Freguesia, na Rua António Maria Pais em Moscavide, todas as segundas a partir das 18:00, permitindo que os Moscavidenses pudessem ter acesso a consultas jurídicas sem pagar, ou seja, que pudessem consultar gratuitamente um advogado, promovendo também o acesso à informação.

Muitos foram os assuntos que os Moscavidenses conseguiram resolver com este apoio, como casos de problemas familiares, casos relacionados com o condomínio, casos relacionados com o senhorio e esta nova lei do arrendamento, casos de penhoras, entre outros que acabaram por ser a única ajuda que tiverem para ver os seus problemas resolvidos.

Moscavide assiste mais uma vez a uma atitude discriminatória por parte deste novo executivo, desta vez é o fim do apoio jurídico “Advogado” realizado em Moscavide. Agora, se algum Moscavidense precisar de aconselhamento jurídico, tem que se deslocar à Portela, na Ex. Escola Vasco da Gama, junto ao Centro Comercial.

Aquilo que o MFM defende é que este serviço seja prestado alternadamente entre Moscavide e Portela. Assim, dando possibilidade às respectivas populações destas localidades de usufruir deste serviço, de uma forma equitativa.

Em apenas poucas semanas muitas têm sido as medidas deste novo executivo da Junta de Freguesia, penalizadoras para os Moscavidenses, o MFM vai continuar a denunciar todas estas atitudes discriminatórias para com os Moscavidenses.

MOSCAVIDE EXISTE!

O Movimento pela Freguesia de Moscavide

4:53 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Acho muito bem que seja criado um serviço de apoio juridico como ja houve em tempos em Moscavide e na Portela. Parece que a Ordem dos Advogados não permite certas ofertas, concorrentes com os interesses de certa classe de advogados.
Ha de certeza advogados voluntarios para prestarem apoio juridico a gentes mais carenciadas.
Venham eles.

8:36 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial