11 maio 2015

Na Portela - 840 alunos sem papel higiénico


São 840 alunos que estão sem papel higiénico nas Escolas. Câmara de Loures promete solução. 
Cerca de 840 crianças – dos 3 aos 9 anos – do Agrupamento de Escolas de Portela e Moscavide estão sem papel higiénico e toalhetes para as mãos.
 A direção pede 1 euro aos pais para comprar 500 rolos e 570 maços de toalhetes, num total de 700 euros. 

Em causa estão três escolas do 1º ciclo (720 alunos) e dois jardins de infância (120) – gestão das autarquias.

"É frequente desde o início do ano letivo. Temos professores a comprar detergente para limpar o chão", reconhece a direção, responsabilizando a freguesia, pois "recebe verbas do Ministério das Finanças para artigos de expediente e limpeza". 
Manuela Dias, presidente da junta de freguesia de Moscavide e Portela, garante que tudo está "dentro da legalidade". "Estão sem papel e vão continuar. Não há dinheiro. A Lei do Orçamento do Estado fala em contribuição e não em pagamento total", explica ao CM. Fonte da câmara diz que a competência é da junta, por delegação de competências, mas promete uma solução nos próximos dias, "fornecendo o material em falta ao agrupamento".

Ler mais emhttp://www.cmjornal.xl.pt/nacional/detalhe/840_alunos_sem_papel_higienico.html

Etiquetas: ,

11 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

É uma situação que nos envergonha.
Como é possivel dizer-se que se está dentro da Lei?
Já nem sabemos o que é estar fora da Lei.

2:06 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Já o Markl gozava com a situação em Março.
Siga o link.
https://acavedomarkl.pt/rabiscatorio/uma-escola-sem-papel-higienico/#comentar

2:58 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Isto deve ser alguma guerra que a Presidente da Junta quer ter com alguem. Não se compreende como uma antiga professora se comporta assim com as crianças e alunos de creche.

6:34 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

“ ESCOLAS DA UNIÃO DAS FREGUESIAS DE MOSCAVIDE E PORTELA, CONCELHO DE LOURES SEM PAPEL HIGIÉNICO E TOALHETES, POR DECISÃO DA SR.ª PRESIDENTE DA AUTARQUIA “
O Partido Socialista de Moscavide e Portela lamenta e repudia a atitude da Junta de Freguesia de Moscavide e Portela relativamente à decisão que esta tomou do não fornecimento de Papel Higiénico e de Toalhetes para as mãos às escolas públicas do 1º ciclo, nomeadamente a EB1/JI da Portela, a EB1/JI Quinta da Alegria e a EB1 Catela Gomes em Moscavide. Ao não considerar Papel Higiénico e Toalhetes para as mãos como material de limpeza, é para além de uma interpretação abusiva e de desrespeito, uma total irresponsabilidade, tratando-se em primeiro lugar de uma questão de saúde pública. Importa referir ainda que, a Presidente da Junta, Dra. Manuela Dias, não está a cumprir com o protocolo de descentralização de competências celebrado com a Câmara Municipal de Loures, ao não fornecer estes materiais de limpeza essenciais para assegurar o normal e regular funcionamento dos estabelecimentos de ensino da Freguesia. O PS não pode deixar de repudiar e condenar esta situação e de promover perante o Executivo Municipal e a Assembleia de Freguesia uma resolução imediata para este problema que afeta mais de 800 alunos distribuídos pelas três escolas e Jardins de Infância, de forma a repor com urgência o regular e normal funcionamento destes estabelecimentos de ensino, devolvendo aos alunos as condições básicas de frequência às aulas.
O secretariado do Partido Socialista - Moscavide e Portela

2:32 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

No tempo da Dra. Geny como Presidente da Junta nada disto acontecia e havia dinheiro que ela lá deixou para esta desbaratar a seu belo prazer. Chama-se a isto incompetência, maldade e má vontade. Onde está o dinheiro? Já averiguaram quanto é que esta senhora recebe de ordenado, ajudas de custo, despesas de representação e deslocações? o dinheiro vai para algum lado!

7:29 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Pois era. No tempo do Dr.Jose Morgado e da Drª Geny Veloso a Junta da Portela foi entesourando, tendo muito dinheiro no Banco sempre com o intuito de se construir um Edificio para a Junta de Freguesia. Com esta União de Freguesias o dinheiro que existia no Banco foi canalizado para pagar as dividas da Junta de Moscavide que eram enormes, vivendo-se assim já em dificuldades. Basta ver o que havia e o que ha agora, para ver como se pagou aos credores. Mal empregado dinheiro. E com isto deixou de se responsabilizar quem tinha feito falir a Junta de Freguesia de Moscavide. Com tudo isto quem foi prejudicado foi a Urb.da Portela e a Urb. do Cristo Rei.É verdade que com esta politica a Drª Manuela Dias ao pagar as dividas de Moscavide, desbaratou o que se havia entesourado na Portela.

11:05 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

na volta a culpa é da anterior direcção

8:39 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Cheira-me que há guerra na capoeira. As galinhas andam em alvoroço e a marina deve andar já metida nisto. Quem se lixam são os pintainhos.

9:24 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Mais uns pontos para o PS. Não só pela defesa que fizeram, mas acima de tudo, porque afirmam e bem, que isto com o PS nunca aconteceu. Independentemente das cores políticas, temos que reconhecer que eles, o PS, têm razão. Porque é verdade, nunca antes aconteceu.

12:39 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Mas não tinham fugido com a chave do cofre?

9:05 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Em Moscavide nunca e agora ainda mais, o PSD irá conseguir ter um resultado aceitável e, quando digo aceitável é não serem esmagados por completo, mas pelo caminho que isto leva e, pela prova de competência que o PS tem demonstrado, o PS está sujeita que na Portela venha a ter um resultado muito positivo no futuro próximo.

1:06 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial