18 dezembro 2015

Pilaretes e Mais Pilaretes semeados na Portela

Por mais que se reclame com a falta de estacionamento na Portela, numa das mais bem concebidas Urbanizações deste país tem sido notória a má vontade para arranjar solução para este problema do estacionamento.
É uma verdadeira floresta de pilaretes espalhados por tudo quanto é sitio, sem serem propostas soluções para o devido estacionamento nesta Urbanização.
Estes pilaretes estarão aqui so para embelezar? estão a limitar o quê? Se estivessem no passaeio ainda permitiam que se estacionasse na faixa descendente, Não ha espaço para peões?
Mas será que alguem passa neste passeio com estes pilaretes a estorvar? Esta rua de sentido único ate tem do outro lado um passeio mais do que suficiente para a meia dúzia de pessoas que por ali passa a pé.

Não esquecer que o planeamento desta Urbanização seria para contemplar no maximo 2.700 fogos, quando final de um processo conturbado e para o mesmo espaço se criarem mais de 4.200 fogos. Nessa altura, a Câmara e o Empreiteiro ficaram de encontrar uma solução para arrumar o previsivel aumento de estacionamentos a criar. 
O empreiteiro adquiriu mais terrenos que entregou à Câmara como contrapartidas  e para que se viesse a reordenar os espaços na Portela. A Câmara sem meias medidas vendeu alguns lotes para ainda se construir mais habitacão, coisa que andou arrastada pelos Tribunais.
Tirando umas dezenas construídos no Parque do Oriente e na Av. da Republica, ninguem mais procurou qualquer solução para que se criassem mais estacionamentos. O que aconteceu nessa altura , foi  a Junta que resolveu"roubar" dezenas e dezenas de hipoteses de estacionamento com a ocupação de pilaretes nos passeios em vez de alargar faixas de rolagem onde se pudesse estacionar. Bem aproveitadinho e sem descaracterizar a Portela ainda se conseguiam obter uns 250 espaços de estacionamento. Vamos lá trabalhar.
Curioso é ver como tambem há alguns administradores de condomínios  como plantam pilaretes  por sua alta recreação no meio dos passeios, dificultando acessibilidades e "roubando " alguns dos espaços livres existentes. Como ocupação de espaço publico, a Junta de Freguesia  ao  aceita-los, devia passar e cobrar uma licença bem adequada às pretensões desses condomínios, pela ocupação de tais espaços da via publica, como se faz às vendas ambulantes.
No entanto existem outros espaços que foram delimitados, mas a força da natureza, arrancou-os e criou serventia própria para ser parque privativo de um ou outro utilizador privativo. Que se saiba ninguem repôs esses pilaretes, nem se sabe para onde foram, nem qual a solução de autoridade que tal caso exige. Ter receios ou medos é próprio dos fracos. Vamos vêr até onde isto vai.
Uns semeiam outros arrancam deve ser a lei natural deste desequilibrio.

Etiquetas: ,

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

A presidente da Junta e a sua Secretária que resolvam o problema

3:17 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial