14 abril 2016

A Entrevista da Presidente da Junta vista pelo Filho do derrotado nas Autarquicas.

Ricardo Lima (14/4/2016 /Facebook)                                         
REPOR A VERDADE: Entrevista dada hoje pela Presidente da Junta de Freguesia de Moscavide e Portela à Rádio Horizonte Tejo
Quanto à entrevista que a Sr.ª Presidente da Junta de Freguesia de Moscavide e Portela deu na Rádio Horizonte FM. O meu comentário prende-se em primeiro lugar com a enorme falta de vergonha da pessoa em questão. É certo que a Senhora de relevante ou especial interesse, nada disse. A entrevista revela bem o carácter duvidoso da figura. Trata-se do regresso da versão “mentirosa- compulsiva” da entrevistada, que em poucos minutos conseguiu faltar à verdade, tantas vezes, que falou de uma realidade imaginária, completamente inexistente, sem qualquer identificação com a situação real que se vive na União das Freguesias de Moscavide e Portela gerida pela Senhora em questão.
A Senhora Presidente, em dois anos e meio da sua gestão, colocou a freguesia à beira do abismo, em dois anos e meio revelou o embuste das suas promessas eleitorais, demonstrou total incompetência na resolução dos problemas da população e total irresponsabilidade na gestão da freguesia que resultou numa gestão financeira desastrosa. Em suma, em dois anos e meio conseguiu destruir o que de melhor existia em Moscavide e na Portela.
Foi de forma incrédula que ouvimos dizer que os trabalhadores da autarquia estão “muito contentes”, é algo surreal, quando é conhecido de todos que em menos de 3 anos, mais de três dezenas de trabalhadores das extintas Juntas de Freguesia da Portela e Moscavide pediram para sair e deixar de exercer funções nesta autarquia. É público e do conhecimento de todos a existência de processos judiciais que decorrem em tribunal pela forma como os trabalhadores tem vindo a ser tratados, quando existem várias denúncias de assédio moral a trabalhadores, de castigos aplicados sem instauração de qualquer processo de inquérito e/ou disciplinar conforme é exigido legalmente e num total desrespeito dos direitos dos trabalhores. É também do conhecimento público a existência de demissões de trabalhadores que fizeram parte do quadro da autarquia durante muitos anos, por não conseguirem lidar com as atitudes da Senhora Presidente. É necessária muita falta de honestidade intelectual para proferir tantas inverdades.
Relembro resumidamente o desastre governativo da Gestão da Sr.ª Presidente Manuela Dias e do seu executivo: Desmantelamentos dos serviços sociais, aplicação e aumento ilegal e brutal das taxas e preços, regulamentos ilegais, gestão financeira caótica, prestações de contas ilegais, ligações duvidosas com empresas, procedimentos administrativos irregulares, gestão desastrosa na limpeza urbana e manutenção do espaço público, relação de conflito com o movimento associativo, ausência de apoio às forças vivas da freguesia, corte brutal na educação, entre tantas outras coisas.
Tendo em consideração que a senhora em questão, face às suas posturas e atitudes, não merece que se perca muito mais tempo com a mesma, fica aqui registada a minha indignação e inteiro repudio pelas declarações proferidas pela Presidente da União das Freguesias de Moscavide e Portela, Manuela Dias, na entrevista de hoje.

Ricardo Lima (14/4/2016 /Facebook)

Etiquetas:

13 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Como é possivel um individuo destes falar assim? Andou nas escolas da Portela e ate parece que nem o 10º ano fez e vem arrogar-se de quê?
Vergonhosa a maneira como se dirige à população da freguesia e a uma parte da freguesia que não lhe reconhece meritos nenhuns.
Como alguem já disse, nem para cola cartazes e arrumador de cadeiras servia, tem agora a desfaçatez e veleidade de se dirigir a um auditorio que merece o melhor respeito. Haja paciência para aturar gente desta que quer viver á custa desta pequena politica.
A Presidente da Junta merece levar nas orelhas é pelo pouco que tem feito pela Portela tendo adiado situações para acudir a Moscavide.

3:02 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Filho do derrotado não será a melhor expressão, aquela que melhor o descreve, mesmo muitos ficando aziados com isso é de o politico com mais notoriedade da freguesia. E o que mais percebe de gestão autárquica. O resto é tentativas de difamação ao jovem, que se não tivesse a importância que tem não existiam. Aplausos para o comentário, foi acertado e oportuno.

6:46 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

É mesmo um parolo.

7:57 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

O engraçado é os seus adversários políticos terem receio de assumir a sua identidade nos comentários e apenas o fazerem de forma de anonimato. E isso acontece pelo medo do confronto politico direto com Lima junior. Cada vez que existe uma publicação que tenha haver com ele de forma direta ou indereta o número de comentários cresce de forma significativa, porque será? Claro é que apenas tem haver com a sua importância. Se fosse indiferente como os seus adversários políticos isso não acontecia.

8:17 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Foi fraco estudante enquando andou no secundario. Os colegas achavam-no um burrito e complexado por ser um meia leca.

9:14 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Os colegas achavam.. ahaha todos lhe tinham um respeito cuidado. É perguntar a qualquer um. A verdade é que hoje ele é dos mais entendidos em gestão autárquica, na freguesia é ele o que mais percebe de gestão autárquica.

9:27 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Olha, então de fraco estudante tornou-se num poli

3:27 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Olha, então de fraco estudante tornou-se num político de mão cheio, isso ainda o valoriza mais. Desafio qualquer político, seja ele de qualquer força política, o defrontar frente a frente, num espaço público da freguesia, ou numa rádio ou outro meio de comunicação. Quem tem coragem de o fazer? Eu já tenho em quem apostar e com 100% de garantias que ganhei. Digam lá quem se chega à frente? Então?

3:30 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Complexado. Ahah. Falem do que sabem, isso é um autêntico disparate, um dos líderes da escola sempre foi ele, qualquer ex. aluno ou professor pode confirmar isso.

1:57 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

a ALA Dura do PSD na Portela querem despachar a Manuela Dias.

Perguntem lá a ela porque a mulher do Testos saiu do executivo da junta

3:27 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Havia varios lideres da escola problematicos, lá isso havia. Uns roubavam as coisas aos colegas e eram uns herois e havia outros de raça que usavam a navalhita.
Eram mesmo lideres.

6:56 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Deixa lá que os lideres do meu tempo tambem eram aqueles cabulas que se portavam mal nas aulas e nos faziam rir nas aulas.Tambem faziam muitas gazetas e andavam já nos charros. Eu admirava-os porque não podia fazer o mesmo. Em casa se fizesse isso levava mesmo um ensaio. Esses continuam já como homens, a serem lideres da vadiagem.

7:36 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Acho extraordinário que este indivíduo dê a cara para falar de uma opositora nestes termos (ainda que a mesma, admitidamente, tenha as suas falhas), não se sabendo bem em que moldes é que ele chegou ao cargo que hoje ocupa, e ainda mais extraordinário que haja quem o defenda.

Convém não esquecer que se estão a referir a um indivíduo com menos capacidade mental do que um chimpanzé com acefalia, que faltava às aulas para estar com a namorada (que ele, entretanto, engrav**** - tudo isto demonstra uma excelente capacidade de tomar decisões, ou então não), que por sua vez e mérito próprio era outra besta que, também na escola, já adolescente, gostava de antagonizar raparigas pré-adolescentes, dizendo que estas pareciam "p**as do Rossio".

Uma delícia de família, portanto. Quem o defende devia ter vergonha na cara.

5:24 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial