02 dezembro 2017

Historia da Portela - A Quinta do Carmo na Portela

Na página da Internet “Associação de Proprietários da Quinta do Carmo” pode ler-se:

A denominada Quinta do Carmo começou há mais de 40 anos com uma área com cerca de 60.400 metros quadrados, inicialmente arrendada à Família Andrade e Sousa no inicio da década de Sessenta, para onde vieram a ser deslocados os comerciantes instalados na Rua do Alvito, em Alcântara, aquando da construção da Ponte Salazar, agora chamada de Ponte 25 de Abril.
Esta deslocalização mereceu a concordância das Câmaras de Lisboa e Loures, do então Gabinete da Ponte Sobre o Tejo e dos Comerciantes lá instalados.
No ano de 1969, um Grupo destes 53 Comerciante e Industriais representados individualmente ou em firmas finalizaram as negociações para a compra da totalidade da Quinta do Carmo e dividiram-na em 67 lotes previamente ocupados, de acordo com o arrendamento então acordado.
No dia 1 de Agosto de 1969 foi outorgada uma escritura publica, em que cada um dos seus co-proprietários ficou com a sua parte devidamente localizada no espaço com as respectivas confrontações e metros quadrados correspondentes á área que lhe pertencia, e com a quota/parte no lote 2, constituído pelas áreas comuns (estrada e escritório da Associação de Proprietários).
No início da década de Setenta foram construídas as infra-estruturas de Agua, Luz e Saneamento, assim como o asfaltamento das ruas de acesso aos diversos Armazéns.
Em 1985, inicia-se a construção da Ponte Vasco da Gama, e uma parcela da Quinta do Carmo é expropriada. Com esta expropriação e redução de área, reduzem-se também o número de Comerciantes e Industriais, que, entretanto se deslocam e instalam em outras áreas do Concelho de Loures ou nas suas proximidades.
PLANTA ORIGINAL
Descrição: Descrição: plantaoriginal

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial