30 novembro 2012

Feira Coisas e Loisas - 1 de Dezembro

Ena Tanta Coisa....



A Junta de Freguesia tem tentado colaborar e dinamizar algumas actividades nas suas instalações . Por vezes mal entendidas.

MEU PAÌS era ASSIM a caminho de voltar a ser ASSIM


MEU PAÌS era ASSIM a caminho de voltar a ser ASSIM

O primeiro-ministro anunciou que íamos empobrecer, com aquele desígnio de falar "verdade", que consiste na banalização do mal, para que nos resignemos mais suavemente. Ao lado, uma espécie de contabilista a nível nacional diz-nos, como é hábito nos contabilistas, que as contas são difíceis de perceber, mas que os números são crus.
Os agiotas batem à porta e eles afinal até são amigos dos agiotas. Que não tivéssemos caído na asneira de empenhar os brincos, os anéis e as pulseiras para comprar a máquina de lavar alemã. E agora as jóias não valem nada. Mas o vendedor prometeu-nos que... Não interessa.
Vamos empobrecer. Já vivi num país assim. Um país onde os "remediados" só compravam fruta para as crianças e os pomares estavam rodeados de muros encimados por vidros de garrafa partidos, onde as crianças mais pobres se espetavam, se tentassem ir às árvores. Um país onde se ia ao talho comprar um bife que se pedia "mais tenrinho" para os mais pequenos, onde convinha que o peixe não cheirasse "a fénico". Não, não era a "alimentação mediterrânica", nos meios industriais e no interior isolado, era a sobrevivência.
Na terra onde nasci, os operários corticeiros, quando adoeciam ou deixavam de trabalhar vinham para a rua pedir esmola (como é que vão fazer agora os desempregados de "longa" duração, ou seja, ao fim de um ano e meio?).
Nessa mesma terra deambulavam também pela rua os operários e operárias que o sempre branqueado Alfredo da Silva e seus descendentes punham na rua nos "balões" ("Olha, hoje houve um ' balão' na Cuf, coitados!"). Nesse país, os pobres espreitavam pelos portões da quinta dos Patiño e de outros, para ver "como é que elas iam vestidas".
Nesse país morriam muitos recém-nascidos e muitas mães durante o parto e após o parto. Mas havia a "obra das Mães" e fazia-se anualmente "o berço" nos liceus femininos onde se colocavam camisinhas, casaquinhos e demais enxoval, com laçarotes, tules e rendas e o mais premiado e os outros eram entregues a famílias pobres bem- comportadas (o que incluía, é óbvio, casamento pela Igreja).
Na terra onde nasci e vivi, o hospital estava entregue à Misericórdia.
Nesse, como em todos os das Misericórdias, o provedor decidia em absoluto os desígnios do hospital. Era um senhor rural e arcaico, vestido de samarra, evidentemente não médico, que escolhia no catálogo os aparelhos de fisioterapia, contratava as religiosas e os médicos, atendia os pedidos dos administrativos ("Ó senhor provedor, preciso de comprar sapatos para o meu filho"). As pessoas iam à "Caixa", que dependia do regime de trabalho (ainda hoje quase 40 anos depois muitos pensam que é assim), iam aos hospitais e pagavam de acordo com o escalão.
E tudo dependia da Assistência. O nome diz tudo. Andavam desdentadas, os abcessos dentários transformavam-se em grandes massas destinadas a operação e a serem focos de septicemia, as listas de cirurgia eram arbitrárias. As enfermarias dos hospitais estavam cheias de doentes com cirroses provocadas por muito vinho e pouca proteína. E generalizadamente o vinho era barato e uma "boa zurrapa".
E todos por todo o lado pediam "um jeitinho", "um empenhozinho", "um padrinho", "depois dou-lhe qualquer coisinha", "olhe que no Natal não me esqueço de si" e procuravam "conhecer lá alguém".
Na província, alguns, poucos, tinham acesso às primeiras letras (e últimas) através de regentes escolares, que elas próprias só tinham a quarta classe. Também na província não havia livrarias (abençoadas bibliotecas itinerantes da Gulbenkian), nem teatro, nem cinema.
Aos meninos e meninas dos poucos liceus (aquilo é que eram elites!) era recomendado não se darem com os das escolas técnicas. E a uma rapariga do liceu caía muito mal namorar alguém dessa outra casta. Para tratar uma mulher havia um léxico hierárquico: você, ó; tiazinha; senhora (Maria); dona; senhora dona e... supremo desígnio - Madame.
Os funcionários públicos eram tratados depreciativamente por "mangas-de-alpaca" porque usavam duas meias mangas com elásticos no punho e no cotovelo a proteger as mangas do casaco.
Eu vivi nesse país e não gostei. E com tudo isto, só falei de pobreza, não falei de ditadura. É que uma casa bem com a outra. A pobreza generalizada e prolongada necessita de ditadura. Seja em África, seja na América Latina dos anos 60 e 70 do século XX, seja na China, seja na Birmânia, seja em Portugal
Por ICarmo


29 novembro 2012

Um cão tem de ser civilizado para ler os sinais ....

Isto numa cidade interior de um País do Novo Mundo. O que faria se fosse aqui na PORTELA.
Cidade de Hampstead 
Um cão tem de ser civilizado para ler os sinais e não pode fazer as suas necessidade em qualquer lado. 
Para evitar mal entendidos, hoje em dia há por toda a cidade urinois para cães a fim de que possam fazer as suas necessidades com uma certa comodidade. 
Neste parque muito actualizado não é qualquer cão que lá entra, pois tem de ter a licença da cidade de Hampstead a fim de ter direito à carta electrónica para poder entrar. 
Os proprietários dos animais devem limpar o local, tapar os buracos feitos por eles e deitar os excrementos no caixote do lixo, que se pode ver na foto acima. 
Há no entanto parques muito maiores como o que apresento na foto abaixo. 
Este tem o caixote do lixo na ante-câmera para as pessoas não se esquecerem de aí deixar o saco quando saírem. 
Os sacos utilizados para tal fim, fazem sempre uma alusão aos bichinhos. 
 
Do Blog Alem Mar

Etiquetas: ,

26 novembro 2012

Aniversarios no Portela Sabios

Os alunos do Portela Sabios da Disciplina de "Desenvolvimento do Auto-Conhecimento" da profª Elisabete Carriço,comemoram na ultima 2ª feira de cada mês os aniversarios dos seus alunos no mês respectivo.
 Esta 2ª feira na aula da manhã, abriu-se um bolo e cantaram-se os Parabens a Você no modo tradicional e depois em "Alentejanês" às alunas: Antonia, Edite, Irene e Lucinda

O Blogue do Portela dos Pekeninos tambem se associa  a estas comemorações e deseja-lhes tambem muitos anos de vida.

O Piso tornou a Abater na Av. da Republica

Como era previsivel e pelo trabalho que tinha sido feito anteriormente, o piso iria abater novamente e com uma situação ainda pior do que a anterior. Como hoje ja não é fim de semana, esperava-se que o local fosse devidamente assinalado e contornado para que não haja nenhuma surpresa. Mas não.
Uma placa de perigo a 1 metro ou menos de cada ponta dos abatimentos, não cabe na cabeça de ninguem.  Uma delas ate ja la estava tombada. Quando é que as pessoas tomam a noção da responsabilidade que representa este alijeirar de decisões?
Não havera sinalizações capazes e disponiveis na Junta ou nos SMAS?  Como isto envolve dinheiros e procedimentos, a ASAE não poderia tomar conta da ocorrência?

Etiquetas:

O Sol a nascer na Portela às 7h40

É assim que estamos a ver o nascer do Sol  na Portela, por tras da Torre Vasco da Gama

Arvore de Natal já na Portela

Cá temos a imaginação a trabalhar. Numa Pereira Abacate junto ao Deposito de Agua ( perto do LIDL) os cantoneiros da Câmara, arranjaram uma maneira engenhosa de enfeitar a Pereira com motivações natalicias. Desde Latas de Cerveja e de Sumos ate aos "Packs Metalizados de Vinho" tudo serviu para enfeitar. O vermelho das Latas e o prateado dos "Bags" de vinho tudo serviu para enfeitar. Com todo este colorido e pela lembrança ecologica e barata destes "detritos" tudo serviu para comemorar a epoca.

Isto não deve ter nenhuma conotação politica , mas dara para mostrar a quem nos governa , que tambem podiam aproveitar a ideia para comemorarem assim. Contaria a intenção e não seriam acusados de quererem manter todas as suas regalias e mordomias quando retiram dinheiro em impostos e valores de trabalho a quem precisa deles para viver.

Etiquetas: ,

24 novembro 2012

FUTSAL - Jogos de Fim de Semana

SENIORES
AMPortela - Quinta dos Lombos  2-1
Grande jogo, equilibrado e muito bem ganho.Doseando o esforço e substituições feitas atempadamente permitiram controlar o jogo e ganhar a uma equipa mais jovem e fisicamente bem constituida. A arbitragem facilitou o encosto e o agarrar, o que pela juventude facilitava o adversario. Ha arbitragens que não permitem esse tipo de jogo.
JUNIORES
AMPortela - Leões Porto Salvo  3-8
Jogo em que a Portela nem existiu . Controle total da equipa adversaria.

JUVENIS
AMPortela - Academico Ciencias 2-2
Jogo que era para ganhar. Mas o adversario, uma equipa bem ao alcance da Portela, ate não merecia perder. E empataram.


INICIADOS
REAL Buraca - AMPortela  3-7
Jogo sempre dificil contra uma equipa sem cultura tactica nenhuma. Este tipo de jogos é sempre de resultados imprevisiveis.



INFANTIS
NS Alcabideche - AMPortela  2-3
Uma vitoria de raça. Grande jogo em casa dum adversario sempre dificil
ESCOLAS


GR Olival Basto - AMPortela  3-9

Um verdadeiro espectaculo assistir-se à habilidade e sentido de jogo destes jovens  de 8-10  anos de idade. Resultado que ate podia ter sido mais alargado.






Etiquetas:

23 novembro 2012

Tertulia na Portela Sabios

“ALIMENTAR O SER”
ANd9GcSeRGXDsplcILAohvk9hn0-Zbn1TVqzSiN2FfHIM8IxAEQV0-Pt                              
8ªTertúlia
SALA DE CONVÍVIO
PORTELA  SÁBIOS
UNIVERSIDADE

 Sábado dia 24
Com o intuito de reunir Amigos numa amena participação sociocultural, decidiu-se organizar uma tertúlia com total abertura.
 Pode: cantar, trocar ideias, tocar, declamar,debater temas diversos, opinar ou apenas ouvir, ou… ou…  a opção é sua.
 Contamos com a sua participação

TEMA: RELAÇÕES INTERPESSOAIS
Periodicidade: Ultimo Sábado de cada mês.
Próxima Tertúlia: Dia 24 de Novembro 2012
Com início às 18:00 horas.
Local: Sala de Convívio Universidade Portela Sábios

Contactos: Carlos Cardoso Luís 917282837
Contamos com a sua participação.

Contribua para o êxito desta tertúlia e alimente  o SER através do prazer da partilha.

APRe! - Movimento civico de Aposentados, Pensionistas e Reformados


Liquidâmbar - Arvores na Portela

Os nomes das árvores- Liquidâmbar

Liquidambar styraciflua
Nestas fotografias podem ver-se os ramos caracteristicamente suberificados, as folhas
 parecidas com as dos áceres e o frutos aglomerados.

Liquidambar styraciflua

Nome Botanico: Liquidambar styraciflua L
Nomes Populares :Liquidambar, liquidâmbar
Família :Angiospermae – Família Hamamelidaceae
Origem:América do Norte
Descrição:Árvore de grande porte, forma de domo, pode atingir cerca de 20 metros
 de altura quando adulta.   
Tem característica caducifólia e é uma planta 
monóica, isto é, produz flores femininas e 
masculinas na mesma planta.
As folhas são simples, com 5 lobos ponteagudos 
e as bordas levemente serrilhadas.
Floresce no final da primavera, mas suas flores 
não têm interesse ornamental. 
Os frutos que são do tipo cápsula são globosos 
cobertos de pontas semelhantes a espinhos. 
Na Portela, os liquidâmbares são  usados como 
árvores ornamentais e algumas encontram-se no
 Parque de Estacionamento dos Campos de Tenis 
e no ajadinamento da entrada das Piscinas.


Dificilmente passam despercebidos no Outono e
não deve haver nenhuma outra folhosa que
ostente, por vezes simultaneamente, uma tão
grande variedade de tons de verde, amarelo,
laranja, vermelho.
São quatro as espécies que o género abriga: duas da China, uma da Ásia Menor e uma da
América do Norte. A espécie americana, Liquidambar styraciflua  , é a mais usada como
 árvore ornamental, na Europa onde aportou proveniente da Virgínia,
no início do século XVIII.                         
Tal como em Espanha  , entre nós é conhecida por
árvore-do-âmbare sobretudo liquidâmbar  termo
homónimo da designação científica para o género,
 utilizado pela primeira vez em francês por Dalechamps
 , na Histoire générale des plantes  em 1615, como
 conta J. Brosse  no seu Larousse des Arbres et des
 Arbustes.
Conhecida no continente norte-americano por sweetgum
os franceses chamam-lhe, para além de liquidambar,
copalme d'Amérique. Em azteca copali designava
genericamente a resina extraída de certas árvores-
significado idêntico ao de "styrax" de que deriva
"styraciflua", o designativo da espécie. Tanto a
 designação científica como os nomes vulgares
aludem a esta seiva balsâmica cor de âmbar, a
sua resina aromática, uma goma utilizada em
perfumaria e farmácia sob o nome de estóraque*.
 Refira-se, por curiosidade, que foi usada na
experiência que levou à descoberta acidental do
 polistireno .
Propagação do Liquidambar:
É feita por sementes, mas também por técnicas de alporquia e estaca.
*O termo também se usa para designar resinas provenientes de outras árvores: 
pertencentes ao próprio géneroStyrax  e, segundo esta fonte, a resina do 
Myroxylum balsamum.

Etiquetas: , ,

19 novembro 2012

SANANDUVA - Arvores no Parque do Oriente na Portela

No Parque do Oriente foram plantadas umas arvores que despertaram a curiosidade de muitos frequentadores. A beleza invulgar das suas flores levava assim à sua admiração.
 Muita gente se interrogava do nome daquelas arvores tão interessantes e muitas fotografias foram tiradas às suas flores. Pois é, o seu nome mais conhecido era de Sapatinho de Judeu ou Sananduva mas fica bem saber que é uma Erythrina
mulungu

MULUNGU
Erythrina mulungu Mart. ex Benth.
Sinon.: Corallodendrum mulungu Kuntze.
Família: FABACEAE (LEGUMINOSAE-PAPILIONOIDEAE)
Nomes comuns: suinã, amansa-senhor, capa-homem,
canivete, bico-de-papagaio, murungu, sapatinho-de-judeu,
sananduva, corticeira, eritrina.

CARACTERÍSTICAS GERAIS Árvore de 10 a 17 m de altura. Tronco retilíneo, revestido por casca grossa, com fissuras longitudinais, ramos aculeados, com áculeos tringulares, compressos. Folhas compostas, trifoliadas, sustentadas por pecíolo de 4 a 10 cm de comprimento; folíolo central quase orbicular, os laterais elitícos-oblongos, glabros, coriáceos, 7 a 10 cm de comprimento por 5 a 8 cm de largura. Inflorescências numerosas, em cacho, muito atraentes, com flores alaranjadas até avermelhadas, abundantes. Fruto tipo legumes, achatado, com sementes de coloração acastanhada, presas a parede do fruto.
OBSERVAÇÕES ECOLÓGICAS E OCORRÊNCIAS
Espécie decídua. Ocorre desde o Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e São Paulo, na floresta estacional semidecidual da bacia da Paraná e aqui na Portela no Jardim do Oriente

USOS POPULARES
A casca do caule possui propriedades medicianis contra a tosse e a insônia. Apresenta-se como um hipnótico e sedativo de ação suave, acalma o sistema nervoso, combatendo a histeria. Usado nas dores reumáticas, nas afecções hepáticas, nevralgias crônicas, asma, coqueluche. Árvore bastante empregada na arborização de parques e jardins pela beleza de seu porte e de suas flores. 
Flor: Junho a Setembro, com a planta despida de folhas.
Fruto: Setembro a Outubro

Etiquetas: , , , ,

LOURES – João Nunes (PS) é candidato à Câmara de Loures

João Nunes, o actual presidente da Junta de Freguesia de Loures (JFL), é o 
candidato do Partido Socialista (PS) à presidência da Câmara Municipal de
 Loures, nas próximas eleições autárquicas.
João Luis Costa Nunes tem 43 anos e é licenciado em Filosofia pela Universidade
Clássica de Lisboa. Começou na actividade autárquica em 1993, sendo presidente 
da JFL de Loures desde 2001.
A escolha do candidato foi feita seguindo as 
normas dos novos estatutos do PS e foi aprovada
 em reunião da Concelhia de Loures, com 81% de
 votos favoráveis.
João Nunes sucede, assim, como candidato ao actual
 presidente da Câmara de Loures Carlos Teixeira.

Etiquetas:

Mais um que acordou tarde ....

Bem cedo e por volta das 9 horas la estava mais uma viatura bloqueada, por se ter distraido e não ter tirado a viatura durante a noite ou logo demanhãzinha.
Como a sua presença não estaria a estorvar, ainda houve uma ponta de bom senso em não o terem rebocado.
No entanto, mais tarde la estava a multa passada ja no interior da viatura, bem como um cartãode identificação de " Deficiente". Nem estas viaturas escapam num terreno votado ao desperdicio.

Piso na Av. da Republica

Atendendo ao abatimento do piso na Av. da Republica, foi ja colocada provisoriamente uma camada de betuminoso para disfarçar tal abatimento. espera-se que este provisorio não seja considerado ja definitivo, pois mais dia menos dia os resultados estarão à vista.

Etiquetas: ,

18 novembro 2012

PISO Abatido na Av. da Republica

Atendendo a obras recentes no piso da Av.da Republica e no sistema de esgotos verificou-se este fim de semana, o abatimento do piso no meio da via junto a umas tampas dos esgotos.
O perigo para quem circulava era eminente, com a grande hipotese de danificação das viaturas  essencialmente nos carteres dos motores, nas suspensões e no sistema de direcção.
Por bem, alguem colocou umas verguinhas de ferro com umas fitas coloridas a assinalizar e a avisar o perigo. Ninguem garante se chegarão inteiras a 2ª feira e se entretanto ninguem tiver por ali um acidente.
Só não se compreende que os serviços da Junta ou mesmo algum piquete dos Serviços Municipalizados ou da Câmara tenham vindo colocar uma sinalização adequada para prevenir o perigo que a situação apresentava. Seria por ter sido ao fim de semana?
Ja aqui foi relatado no blogue que uma vez em Genebra se assistiu a um aparato de luzes de perigo,grades de separação, pinos e policia a recomendar abrandamento a uns 100 metros do local onde havia um ligeiro abatimento numa rua com menos movimento que esta avenida. O abatimento era menor do que este que aqui se verifica .
Na nossa ignorancia, ate pensavamos que teria havido um brutal acidente, por haver tanta sinalização  a uma distancia significativa. Mas que raio de suiços estes que por causa duma coisita destas mobilizaram tantos meios, pensamos nós. Não têm que fazer ao dinheiro.

Etiquetas: , ,

17 novembro 2012

FUTSAL - Jogos de Fim de Semana


SENIORES
Albufeira - AMPortela  2-7
.Excelente vitoria no Algarve.  A Portela não estava a conseguir pontuar, mas desta vez pegou no jogo e ganhou bem. Mais uma vez a Portela encontrou um piso bastante inclinado por terras do Algarve.
JUNIORES
Sporting - AMPortela  10-2
Ao intervalo o Sporting ja vencia por 4-0 , mas o arbitro ia ajudando à festa ao expulsar o guarda redes da Portela. Arbitragem desastrosa na primeira parte. O que é interessante é que nem os clubes nem os jogadores de ambas equipas tiveram qualquer culpa disso.Porque será que os arbitros gostam de ser os protagonistas dos jogos. Das tais coisas.Consciencias pesadas.  Alguns espectadores afectos à Portela sairam ao intervalo porque acharam que não valia a pena a assistir a uma arbitragem tão miseravel. Soube-se que o resultado final foi de 10-2 e que os arbitros foram bem assobiados pelas duas claques presentes no Pavilhão.
JUVENIS
ACOdivelas - AMPortela  2-1
Quando a sorte não quer nada, nada ha a fazer. Jogo  em que foi a Portela que sempre procurou a vitoria. A perder tanta bola de baliza aberta não da realmente para ganhar jogos. 
INICIADOS
 AMPortela - Porto Salvo  0-5
Derrota pesada mas justificavel.
INFANTIS
 S.L.Olivais - AMPortela  8-1
Derrota pesadissima desta equipa infantil da AMP. O que se teria passado?
ESCOLAS
AMPortela - Academico Ciências 10-1
Jogo interessante de seguir. A Portela com uma equipa mais bem estruturada venceu com facilidade.



Etiquetas:

FEIRA RURAL a 17 Novembro

Realizou-se hoje a ja costumada Feira Rural na Rotunda do Centro Comercial. Mesmo com a chuva intermitente, esteve animada com a procura de produtos frescos.
Alguns clientes já se queixavam do preço dos produtos, pois batatas e cenouras de fornecedores habituais eram bastante mais caras na Feira do que nas lojas do Centro Comercial..
Eram exemplo as batatas que na feira estavam a 0,70€/Kg enquanto no Centro estavam a 0,55€/kg.
Assim não. Se os produtos são da região saloia, ate faz parecer que os saloios somos nós.

Etiquetas:

16 novembro 2012

Parque Deserto ... desaproveitado e conflituoso


No dia 12 publicou-se o seguinte post, dando a conhecer o comportamento  considerado por muitos moradores, como execravel dos agentes e suas chefias quanto à decisão de "rebocarem viaturas  que não estão a estorvar " num parque que se apresenta assim sem uitilização  ate às 17 horas".
Alguem e ja muito tardiamente, parece que decidiu para breve rever os horarios e preços dos estacionamentos nos parques "ocupados pela Loures Parque" em terrenos cedidos pela Associação dos Moradores.
Era assim o post ...
Esta manhã mais um descuidado foi rebocado por volta das 9 horas. Talvez tivesse adormecido, talvez tivesse sido transportado ao hospital durante a noite, talvez se tivesse esquecido. Os tais funcionarios da Loures Parque para justificar os seus parcos vencimentos, ou os chorudos vencimentos e regalias da sua Administração, atiram-se aos incautos como gato a bofe. Ja não basta a multa. O que rende é rebocar, o que dá mais dinheiro. Se houvesse uma justificação para que se rebocasse de imediato por excesso de ocupação do parque ainda seria entendivel, mas o aspecto do Parque depois da viatura ter sido rebocada era o que a foto mostra. É uma vergonha e ainda dizemos que os da troika é que são uns malandros. Com um parque assim às moscas não se compreende o seu horario de funcionamento. So se for para caçar multas e reboques dos mais incautos ou azarados.

Construção do Hospital de Lisboa Oriental vai ser revista

Construção do Hospital de Lisboa Oriental vai ser revista
Um Hospital que interessa à zona da Portela.

O Processo de construção do Hospital de Todos-os-Santos vai ser revisto, desde o financiamento, ao comparador público, passando pelo consórcio, segundo o ministro da Saúde.
No final da cerimónia de entrega dos Prémios do Hospital do Futuro, Paulo Macedo, Ministro da Saúde, falou aos jornalistas sobre a construção do futuro centro hospitalar de Lisboa oriental, o “único investimento significativo” anunciado neste Orçamento do Estado, mas cujas condições terão que ser revistas.
“Conseguimos retomar o projecto na medida em que o Ministério das Finanças disponibilizará as garantias necessárias à obtenção do financiamento”, que parcialmente seria obtido através do Banco Europeu de Investimento.
O que a tutela terá agora de fazer é rever todo o processo, nomeadamente se as condições de financiamento se mantêm.
“Há duas coisas que se combinam e nos levam a querer retomar este dossier: é bom para as pessoas e não encarece a despesa do Estado, obtém-se melhor qualidade com alguma redução de custos”, frisou o ministro.
Quanto à possibilidade de se manter o consórcio da Soares da Costa, o ministro Paulo Macedo admitiu que gostaria de não ter que recomeçar este processo todo do zero, mas insistiu na necessidade de rever as suas condições.
“Teremos que ver legalmente quais as intenções. Esse grupo disse que se mantinha disponível, temos que ver se as condições se mantêm as mesmas, a parte do financiamento, etc…”, acrescentou.

EXTINÇÃO FORÇADA DE FREGUESIAS NO CONCELHO


 Comunicado do PS de Loures 
 A Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território, fez chegar à Assembleia da República a proposta que extingue à força 8 freguesias no concelho de Loures. 
A proposta daquela Unidade Técnica – criada pela actual maioria de direita, PSD/CDS, na Assembleia da República – propõe a extinção de várias freguesias no concelho transformando num agregado as freguesias de: (Santa Iria de Azóia, Bobadela e S. João da Talha); (Moscavide e Portela); (Camarate, Apelação e Unhos); (Sacavém e Prior Velho); (Santo António dos Cavaleiros e Frielas); (Santo Antão do Tojal e São Julião do Tojal). 
 Nenhum compromisso internacional assumido pelo Estado Português prevê a extinção exclusiva de freguesias. 
A Câmara Municipal, a Assembleia Municipal de Loures, as Juntas de Freguesia e as Assembleias de Freguesia do concelho pronunciaram-se contra a extinção de freguesias. A maioria das “novas” freguesias propostas, ficarão com mais habitantes que muitos dos 308 concelhos do País. 
Esta medida que vai contra as mais elementares regras de administração do território, viola o princípio de autonomia das autarquias, não reduz despesa e ao forçar o acréscimo da área e o consequente aumento da população, baixa drasticamente a qualidade do serviço prestado às populações.  
Este governo de direita, PSD/CDS, indo muito além do que foi acordado com a troika e por isso, tem falhado sucessivamente as metas que tem anunciado para redução da dívida, mergulhou o País numa crise que tem empobrecido de forma brutal quem vive do seu trabalho. 
A Concelhia de Loures do PS manifesta apoio e solidariedade às populações afectadas pelas decisões deste governo e reafirma a sua oposição a este violento ataque ao Poder Local.

Novembro de 2012

Etiquetas: ,

15 novembro 2012

HOMENAGEM A CAMACHO VIEIRA


A Casa da Académica em Lisboa e a Associação dos Antigos Estudantes de Coimbra em Lisboa vão homenagear AUGUSTO CAMACHO VIEIRA, no Casino Estoril, no próximo dia 24 de Novembro, sábado, duranta o Jantar promovido pela AAECL, comemorativo da “Tomada da Bastilha”.
Ao homenageado será entregue uma Placa alusiva ao acontecimento e António Toscano falará sobre Camacho Vieira, voz maior da Canção de Coimbra e referência incontornável da medicina desportiva.
O Programa, como sempre, é aliciante!
19 horas – “Coimbra de Honra”; 20 horas – Jantar (Bisque de Santola, Coxa de Pato Confitada, Bolo de Amêndoa e Gila, Café, Vinhos Branco BSE, Tinto Periquita, Espumante); 21,30 horas – Baile, Orquestra “Clube Vintage”; 23 horas – Homenagem a Camacho Vieira. Breves intervenções da Presidente da AAECL e do Presidente da CAL. Os 125 Anos da AAC. Actuação da Tuna Académica da Universidade de Coimbra.  Apresentação de Luís Nascimento Ferreira.
- Espectáculo “Bloco de Notas/ De Coimbra a Lisboa” – quadro cénico da autoria de Gustavo Cerdeira.
00,30 horas – Serenata pelo “Grupo Jurídico de Canto e Guitarra de Coimbra”.
01,00 – F.R.A. da Despedida.
Como referimos, a Casa da Académica em Lisboa associou-se de corpo e alma à justa e pertinente homenagem a Camacho Vieira e prestou a sua melhor colaboração ao Espectáculo da autoria de Gustavo Cerdeira, membro da Direcção da Casa da Académica.
As inscrições para o Jantar (41 “briosas”) devem ser dirigidas para Alfredo Ribeiro (96 700 49 92) ou Joaquim Couto (91 878 06 60), até ao dia 19 de Novembro.

Divulga esta justa homenagem. Coimbra no seu melhor!